quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Governo do ES oferece 2.018 Vagas em Faculdades em 2013



-->

Um futuro mais promissor e mais chances no mercado de trabalho. É o que alunos que cursaram todo o ensino médio em escolas da rede pública no Estado terão com as 2.018 vagas de graduação, em faculdades particulares, oferecidas pelo Governo do Espírito Santo para o próximo ano

O governador Renato Casagrande anunciou publicação do edital do Programa Nossa Bolsa na manhã desta quarta-feira (28), no Palácio Anchieta.

As inscrições começam nesta quinta-feira (29) e vão até o dia 21 de dezembro pelo site: www.nossabolsa.es.gov.br . O edital para ingresso em 2013 oferece 65% a mais de bolsas do que as ofertadas no último edital, permitindo maior oportunidade de ingresso aos alunos da rede pública no ensino superior.

As negociações foram concluídas obedecendo a 100% das políticas definidas no Planejamento Estratégico do Governo do Estado, das diretrizes do Proedes e as orientações do governador em prol do desenvolvimento sustentável do Estado. O edital oferece 2.018 bolsas de graduação em 44 cursos de 35 Instituições de ensino superior de todo o Espírito Santo.

Casagrande destacou que as vagas anunciadas representam mais uma ação pelo desenvolvimento do Estado.

“Este ano nós aprovamos a Lei de Inovação, criamos e iremos aportar R$ 30 milhões no Fundo de Inovação, e trabalhamos o Proedes – um Programa de Desenvolvimento Sustentável. Todas essas ações visam fortalecer o sistema estadual de Ciência e Tecnologia. O crescimento em 65% da oferta de bolsas do NossaBolsa permite que mantenhamos 4.500 estudantes nas faculdades privadas no próximo ano, e esse conjunto de investimentos proporciona o desenvolvimento e a formação superior dos jovens oriundos da rede pública no Espírito Santo.”

O governador falou ainda sobre as ações que capacitam os alunos do ensino médio para que concluam os estudos com qualidade e realizem uma boa prova do Enem, um dos critérios de seleção do Programa NossaBolsa.

“No nosso Estado, estamos implementando as escolas técnicas estaduais, temos mais de 60 municípios onde é possível cursar o ensino médio e o ensino profissionalizante e, por meio da Secretaria de Educação, inserimos mais de cinco mil alunos em aulas de preparação para o Enem. Nossa intenção é, em 2013, ofertar o curso preparatório do Enem para todos os 28 mil alunos concluintes  da rede pública estadual.”

Outra iniciativa a ser implementada pela educação, de acordo com o governador, é promover uma maior participação da comunidade com as escolas, por meio do Estado Presente. Nas 15 escolas em que existe esse acompanhamento de uma pessoa da comunidade na escola e nas famílias, foi constatada uma redução de 50% das faltas, reprovação e evasão escolar.

O diretor-presidente da Fapes, Anilton Salles Garcia, destaca que as vagas priorizaram as áreas tecnológicas, de saúde e de formação de professores.

“Além de priorizar estas áreas, nós verificamos a necessidade de levar mais oportunidades ao interior do Espírito Santo. Desse modo, as vagas foram distribuídas de acordo com as demandas regionais. A convocação dos bolsistas será em duas chamadas: 1.708 ingressarão no primeiro semestre de 2013 e 310 no segundo semestre.”

Anilton ressaltou ainda que o número total de vagas ofertadas, 2.018,  é o maior desde a criação do Programa. O crescimento, em comparação com o ultimo edital, do ano de 2012, em que foram ofertadas 1.234 bolsas, é de 65%.

“É muito importante que os jovens do nosso Estado aproveitem a oportunidade que o Governo está oferecendo. Isso significa desenvolvimento dos jovens e com certeza para o Espírito Santo. O Programa NossaBolsa é uma conquista em direção ao futuro”. Afirmou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (SECTTI), Jadir Pela.

O Programa NossaBolsa, criado em 2006, é uma iniciativa do Governo do Espírito Santo, administrado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (SECTTI), e que concede bolsas de estudo para cursos de graduação em instituições privadas de ensino localizadas no Espírito Santo, baseado nos seguintes critérios de seleção: o aluno deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública no Estado, ter conquistado nota suficiente no Exame Nacional de Ensino Médio 2012 (Enem), não ter outro diploma de graduação e atender aos critérios de renda per capita familiar inferior a três salários mínimos.










Fonte: Governo do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;